Ex-BBB Emilly convida tia para ser faxineira mas ouve ‘não’ por causa dos filhos

Emilly, campeã do “BBB17”, convidou uma tia para ser sua empregada depois que soube das dificuldades financeiras de Silvani Alves Correa. A tia iria trabalhar na nova casa da gaúcha, que, atualmente, paga R$ 11 mil por mês de aluguel. “Não é do meu feitio pedir ajuda para parente”, disse Silvani, moradora de Eldorado do Sul, no Rio Grande do Sul, cidade natal da vencedora do reality. A informação é do colunista Leo Dias, do jornal “O Dia”, nesta sexta-feira (26).

‘NÃO IRIA PARA O RIO SEM MEUS FILHOS’, APONTOU
A tia de Mayla já foi gari, trabalha como faxineira e tem recebido o auxílio de assistentes sociais para se alimentar. Mesmo assim, Silvani não aceitou o convite da sobrinha, que pode se mudar para um apartamento avaliado em R$ 1 milhão, por conta dos seus filhos. “Ela me convidou. Só que daí ela disse que eu não podia levar meus filhos juntos. Meus filhos são tudo para mim. Eu criei eles sozinha. Então eu disse que não ia para o Rio sem os meus filhos”, justificou Silvani.
EMILLY FOI HOMENAGEADA EM SUA CIDADE
Após a mãe, Marisa, ganhar homenagem do Internacional, foi a vez da filha receber uma menção honrosa da Câmara Municipal de Eldorado do Sul. “Reconhecimento e aplauso à eldoradense Emilly Araújo Corrêa pela coragem e determinação demonstradas durante o reality show ‘Big Brother Brasil 17′, onde conquistou a simpatia de milhões de brasileiros, sagrando-se vencedora”, diz o documento entregue à jovem, elogiada ao posar de maiô.
GAÚCHA RENOVOU CONTRATO COM A GLOBO E PODE SE LANÇAR COMO CANTORA
Após ganhar o prêmio máximo do “BBB”, R$ 1,5 milhão, e cair nas graças do público, Emilly tem cobrado R$ 8 mil por cada postagem no Instagram. Ao mesmo tempo, a irmã de Mayla renovou o seu contrato com a Globo até janeiro de 2018 e já manifestou vontade de ser cantora e atriz. “Já tenho várias composições e em breve começo aulas de fono. Quero feat com Matheus & Kauan, Luan Santana etc…”, planejou.